PROJETO GRAMA

O QUE É ?

 

A ARTECORPO Teatro e Cia, (Criada em 2001), após exercer dez anos de atividade artística e pedagógica no município de Niterói, criou um projeto com várias vertentes, onde a primeira delas é uma mostra de diversos trabalhos de seu repertório, dirigidos à infância. GRAMA – lugar de onde se vê, é um evento mensal realizado gratuitamente na praça Raul de Oliveira Rodrigues, no Largo do Marrão em Santa Rosa, onde são apresentados, ao longo do ano, espetáculos teatrais infantis. As oficinas de teatro, mostra de teatro de rua e espetáculos teatrais adultos são etapas do projeto ainda a serem realizadas mediante a captação de apoio financeiro. Como ocorre ao ar livre, caso chova, o evento é transferido para a semana seguinte.

 

GRAMA – lugar de onde se vê, é um evento mensal realizado gratuitamente na praça Raul de Oliveira Rodrigues, no Largo do Marrão em Santa Rosa, onde são apresentados, ao longo do ano, espetáculos teatrais infantis. As oficinas de teatro, mostra de teatro de rua e espetáculos teatrais adultos são etapas do projeto ainda a serem realizadas mediante a captação de apoio financeiro. Como ocorre ao ar livre, caso chova, o evento é transferido para a semana seguinte.

 

 

POR QUE CRIAMOS O PROJETO GRAMA?

 

Há alguns anos a ARTECORPO Teatro e Cia. investiga as possibilidades de aproximação com a comunidade onde está sediada (Bairros do Cubango/Santa Rosa) e com o município de Niterói como um todo. Percebemos, ao longo de nossas experiências, que grande parte da população, principalmente aquela que, por diversas razões, não tem acesso a certos bens culturais, se mantém alienada das atividades artísticas e educacionais de sua própria cidade. Os motivos apontados são diversos, mas se destacam nos depoimentos que ouvimos de espectadores: o valor do ingresso e a falta de tempo para este tipo de entretenimento[1]. Ao oferecer gratuitamente e próximo de suas moradias atrações culturais minimiza-se esta linha que separa o espectador da arte.

 

Aliado a isso, observa-se no município uma tendência à utilização exclusiva de salas convencionais de espetáculos, por parte dos artistas locais, onde são cobrados ingressos com valores elevados. Há também a questão da identidade cultural. O niteroiense, muito influenciado pelas mídias televisivas ainda mantém a tradição de buscar nos teatros, os espetáculos clássicos ou que tenham a presença de atores famosos. Isto faz com que os diretores destes espaços optem por ocuparem suas pautas com estas peças, excluindo, muitas vezes, espetáculos com qualidade artística em detrimento do número de ingressos a serem vendidos.

 

Ao levar o teatro para o espaço da praça acreditamos também contribuir para o processo de divulgação e popularização de nossa arte. Além disso, abre-se para o espectador uma nova possibilidade de enxergar o teatro que dialoga com todas as interferências externas e insere a espacialidade local na cena, tornando aquele local parte de sua cenografia, reinventando-o a cada apresentação e transformando o público, algumas vezes, em integrantes da história. 

 

[1] PALMEIRIM, Rachel. Monografia: Teatro de Rua em Niterói – Descobrindo o teatro e suas potencialidades nos caminhos e praças da cidade. Universidade Federal Fluminense – Produção Cultural. 2011. P.91

 

 

O QUE QUEREMOS?

 

- Ocupar a Praça do Largo do Marrão em Santa Rosa com espetáculos teatrais diferentes para a infância durante todo o ano, initerruptamente;

- Oferecer para o público em geral espetáculos gratuitos do repertório da cia.;

- Contribuir para processo de formação de plateia no município de Niterói;

- Fomentar a divulgação da cena teatral como algo acessível a todos;

- Propagar um novo movimento artístico em Niterói – Teatro de Rua;

- Congregar diferentes classes sociais em um mesmo espaço, provocando um contato não favorecido pela sociedade;

- Possibilitar o contato das crianças com as especificidades de um espetáculo de rua.

 

E NO FUTURO?

 

- Criar uma oficina semanal gratuita na Praça Raul de Oliveira Rodrigues;

- Criar uma Mostra de Teatro de Rua anual;

- Apresentações mensais gratuitas de espetáculos adultos.

 

O QUE AINDA FALTA NO PROJETO GRAMA?

 

O Projeto conta com alguns apoios, porém, a entrega dos profissionais que nele acreditam é fundamental, pois ainda não é um projeto sustentável. Para que possamos mantê-lo e planejar seu crescimento, ampliando as áreas de abrangência, é preciso de buscar apoio de mais parceiros que queiram se unir a Artecorpo com serviços ou financeiramente.

Caso você seja uma destas pessoas ou conheça alguém a quem o projeto possa interessar, entre em contato conosco! 

 

 

 

 

Depoimentos:

 

"Olá! Estive com a minha filha na apresentação deste último sábado pela manhã! Quero parabenizar a troupe! Vocês são cativantes! Uma vez que o conteúdo de O Pequeno Principe atinge mais em cheio ("o coração") dos adultos (na minha opinião claro!) eu mesmo me senti tocado! Emocionado em certos momentos! E não é esse um dos objetivos do teatro, o de provocar emoção no seu público? Então, em nome de toda a comunidade, eu que, desde o começo do projeto, tenho assitido inúmeras peças com minha filha, venho simplesmente AGRADECER!!! MUITO OBRIGADO ARTECORPO TEATRO E CIA!!! Obrigado por trazer ARTE as nossas vidas tão concretas e realistas! Obrigado por "BRINCAR" com a imaginação de nossas crianças e de nós adultos! Obrigado pela sua PAIXÃO PELA ARTE que não lhes deixa desistir nos momentos mais difíceis! Vocês merecem cada aplauso colhido nas manhãs de sábado naquela praça! Penso que a Arte é como o AR: Ninguém vê; poucos sequer lembram que ele existe, mas tire-o de nossas vidas, e o que sobrará será só a MORTE! Um beijo no coração de todos vocês!"

 

Fabio Correa - Março/2014

"Meu nome é Silvia e venho aqui pra deixar meus parabens a todos envolvidos no Projeto Grama...pois o acompanho desde Dez/2013 junto da minha filha d 4 anos q adora e curte bastante.. Acho lindo essa iniciativa d vcs levarem o teatro ate uma praca publica q atinge a todas as classes sociais...Por isso desejei tb curtir a pagina d vcs! Um bjo grd no coracao d todos vcs!!!!"

 

Silvia de Oliveira - Março/2014